terça-feira, 28 de setembro de 2010

O dia em que mataram o rei... (100 anos da República)

O Dia em Que Mataram o Rei
José Jorge Letria escreveu
Afonso Cruz ilustrou

Edição/reimpressão: 2007
Editor: Texto Editores
ISBN: 9789724734057
Idioma: Português
Dimensões: 244 x 200 x 18 mm


De José Jorge Letria, o homem que quase escreve um livro por dia, nasceu mais um livro da sua autoria.

Trata-se de uma proposta bastante interessante para quem quer passar uma cena, brilhantemente descrita sobre o regicídio de D. Carlos a 1 de Fevereiro de 1908 aos seus alunos. É uma obra da literatura infantil que tem toda a legitimidade em fazer parte do PNL e utilização “obrigatória” na abordagem ao tema da Implantação da República, no 1º ciclo. Mais uma vez, o “livro infantil” se apresenta como um recurso por excelência na abordagem de temas curriculares.

Informação retirada da página da TEXTO EDITORES:

--» Através das palavras e reflexões de um menino de dez anos, José Jorge Letria faz uma síntese do panorama político e social que viria a culminar na Implantação da República.

Num estilo lúcido e vivaz, esta obra de grande pendor didáctico permite captar o ambiente social que antecedeu o fim da monarquia. Uma reflexão sobre política e história, sem deixar de abordar temas tão universais e intemporais como a liberdade e a felicidade.

“Há precisamente cem anos, a 1 de Fevereiro de 1908, desembarcavam em Lisboa o rei D. Carlos, a rainha D. Amélia e o príncipe D. Luis Filipe, de regresso de umas férias em Vila Viçosa. Sem o saber, a multidão que se juntara no Terreiro do Paço, para assistir ao cortejo real, estava prestes a presenciar um momento dramático. De joelhos, munido de carabina, um homem disparou contra a carruagem real. Vindo não se sabe de onde, um outro conspirador aproximou-se da carruagem e desferiu vários tiros de pistola contra o rei, a rainha e os príncipes.

Começava assim um dos mais determinantes períodos da história de Portugal. O virar de uma página, que representou o início do fim de quase de setecentos e setenta anos de monarquia e que, pouco mais de dois anos depois, culminaria na Implantação da República, a 5 de Outubro de 1910.

Em O Dia em que Mataram o Rei, da colecção Álbuns Infantis, através das palavras e reflexões de um menino de dez anos, José Jorge Letria faz uma síntese do panorama político e social que levaria a este tão dramático epílogo. Falando-nos da pobreza generalizada e da opressão policial, não deixa de nos confrontar com a outra face da moeda: apresenta-nos o retrato de um rei de tendência humanista e que, porventura nem sempre da melhor forma, tentou engrandecer a imagem de Portugal no mundo.

José Jorge Letria, nascido em Cascais, em 1951, é hoje um dos maiores nomes da nossa literatura. Com quase duzentas obras publicadas, é um dos autores portugueses mais traduzidos de sempre, com escritos seus publicados da Espanha ao Japão. Como poeta ou ensaísta, romancista ou compositor musical, em todas estas facetas revela o seu apurado sentido estético e singular estilo narrativo. Este homem dos sete ofícios destaca-se também como autor de obras infantis, que constituem uma grande parte da sua obra literária.”

Veja a seguir os vídeos com entrevistas e as explicações do autor:






1 comentário:

  1. Em nome da Equipa de Recursos e Tecnologias Educativas da Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, ME, gostaria de convidar o autor deste blogue a conhecer o catálogo de blogues educativos do Portal das Escolas e a fazer o registo deste trabalho no catálogo. O BloguesEDU está em https://www.portaldasescolas.pt/portal/server.pt/community/04_catalogo_blogs/284
    O registo deve ser realizado por um professor registado no Portal, depois de ler a documentação constante em "Apoio técnico".
    Cumprimentos e parabéns pelo trabalho!
    Pela equipa BloguesEDU,

    Teresa Pombo (bloguesedu@dgidc.min-edu.pt)

    ResponderEliminar